domingo, 25 de março de 2012

Déjà Vu

 Todos os luxos, todos os lucros são poucos,
Há uma fome maior que o mundo!
A delícia do delírio e da dor são únicos;
Cada migalha e cada medalha minguam,
Evaporam vulgarmente sem prestígio.
Há uma fome maior que o mundo!

A delícia do delírio e da dor são poucos
E cada vil gota é essencial para nós
Que não nos damos por satisfeitos;
A delícia do delírio e da dor são meus,
Pois cada luxo e cada lucro vem em dobro
Como necessidade da próxima hora.


Essa fome me devora,
Há uma fome maior que o mundo! 
E cada vil gota é essencial para nós 
Como fonte de alimento agora,
Evaporam vulgarmente sem prestígio 
Como necessidade da próxima hora.


Essa fome me devora 
Como fonte de alimento agora,
Evapora vulgarmente sem prestígio,
Pois cada luxo e cada lucro vem em dobro 
Para nós que não nos damos por satisfeitos.
Há uma fome maior que eu.

Um comentário:

  1. fato.

    ah! a menina ali parece com vc :O

    sera bruxaria my god? rs

    ResponderExcluir